Espero, crescer!

Hoje, parei para pensar em como as coisas mudaram na minha vida e, então, decidi que tentaria aqui de novo. Sim, estou de volta.

Deitar na cama, olhar o céu acinzentado e as folhas das árvores balançando do lado de fora do quarto dos meus pais, me fez refletir em como tudo mudou. Não sou mais a garotinha de coração partido de um ano atrás, muito menos uma mulher com mentalidade formada que muitos esperam que eu seja. Ainda, em metamorfose, estou me formando aos poucos.

Em um ano, muita coisa mudou. O mundo, as pessoas, a vida e até o sentido da morte. Em um ano, meus questionamentos se tornaram mais filosóficos do que antes e, o que outrora eu sabia responder, hoje me deixa confusa.

Descobri um novo amor, fiz novas amizades, decidi de vez qual faculdade cursar e bom… COMECEI COM OS RASCUNHOS DO MEU PRIMEIRO LIVRO!

Não prometo permanecer aqui contando minha vida por textos clichês, quem sabe amanhã eu acordo rica e sumo no mundo… Mas, prometo tentar ao menos desabafar por meio da escrita, tudo aquilo que vem me sufocando, talvez, isso faça com que meu coração não carregue tanto peso sozinho.

É isso, espero, de verdade, crescer!

Anúncios

Mais um clichê.

Escrever sobre corações partidos tornou-se um hábito completamente comum na contemporaneidade. Jovens desgastados, presos em seus sub-conscientes que os acusam, condenando-os ao mais profundo abismo existente, o vazio se apodera de cada pequena partícula existente em seus corpos frágeis e então, um bloco de notas já não é o suficiente.

É como um tiro cego.

Um grito que ecoa na imensidão daquilo que se chama sentimentos.

Nascemos predestinados à morte. Morremos predestinados à vida. E amamos predestinados à morrer. Não aquela morte agradável na qual você fecha seus olhos e encara uma eternidade sem dor ou lágrimas, mas aquela morte lenta, aonde você se vê auto-falecendo. Auto sucumbindo-se.

É como se a terra úmida invadisse nossos pulmões e pouco a pouco aquilo que chamamos de oxigênio sumisse.

Talvez eu esteja completamente equivocada, talvez eu esteja fazendo drama demais. Mas, falar desse tal de amor me causa esses efeitos. Efeitos os quais eu tento evitar toda vez que alguém se aproxima me dizendo o quanto eu sou bonita, especial, apaixonante. Aqueles efeitos que nos impedem de pensar por sí só.

Esse tal de amor devia pegar suas malas e fazer uma tour bem longe de mim. Bem, talvez assim eu evitasse muitas coisas, como por exemplo, mais um clichê sobre corações partidos, devotos, dramáticos e agora (o meu pelo menos) quase regenerados na internet.

Morri para viver.

Uma vez ouvir dizer que, amor pra ser amor tem que ter reciprocidade, vi então que não há nada mais recíproco do que dar a vida por Aquele que um dia morreu por mim. Por amor á mim.

É tão inacreditável, inexplicável, indescritível fechar os olhos e vê que, apesar de tudo Deus continuou a me amar. Apesar dos pecados, nas negações, da rebeldia… Ele não me deixou em momento algum e, com seu imensurável amor me cobriu, me chamou de filha e me acolheu em seus braços de amor. O único lugar aonde eu realmente me sinto segura.

Eu sou uma adolescente e sei que não é fácil seguir esse caminho. Não é fácil ser uma adolescente cristã, não quando o ”mundo” te oferece diversas coisas, aquelas que aos olhos nus parecem boas, mas que, aos olhos espirituais não te acrescentam nada. Digo isso, pois já quis trocar toda minha comunhão por festas de algumas horas, por ”amigos”, por pessoas que me afastaram de Deus. Eu me afastei de Deus.

Hoje, quando paro e olho minha pequena grande jornada vejo o agir de Deus de uma forma inexplicável. Ele me deu folego de vida, Ele me deu uma família maravilhosa a qual eu amo mais do que a mim mesma, amigos fiéis e um presente que homem nenhum na história da humanidade ganhou, meu pequeno grande milagre em forma de irmão. E acima de tudo, me deu a honra de Lhe servir, de me chamar de filha.

Eu nunca terei palavras o suficiente para descrever o quão bom Ele é, e o quanto eu o amo.

E, eu nunca terei palavras para agradecer seu imenso amor sobre minha vida. Minha vida que mal começou, mas já é lotada de demonstrações de carinho, bondade e acima de tudo amor de Sua parte. Eu tinha tudo para ser uma adolescente comum, para me envolver com coisas erradas, para andar com pessoas erradas, para ser uma pessoa errada. Mas Ele, me reservou apenas para Sua vontade e me livrou da morte que o pecado traria.

Sim, já errei bastante, já fiz coisas que não lhe agradavam de jeito nenhum e, confesso já lutei contra mim mesma para deixar de seguir Seus passos por apenas diversões.

Mas hoje eu quero mais é viver para Ele.

Mas eu decidi que me entregaria para Ele.

Uns dizem que é loucura se entregar assim, de corpo e alma, que é loucura abrir mão da melhor fase da vida para viver para alguém que talvez nem exista, que é loucura trocar noites de festas por noites de orações, muitos já me zoaram por isso. Mas, se isso for loucura, se for loucura amar tanto alguém a ponto de negar a si mesmo, a ponto de abrir mão de muitas coisas ”normais”, então, me levem ao manicômio.

Dia 28/03/2015 será para sempre lembrado como dia em que, eu, Ravena, morri para viver.

Não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.

Para todo sempre, até depois da eternidade.

E eu sou mais que grata pelo seu infinito amor.

Querida Eu.

Oi, Querida Eu

Estive pensando por horas o quão clichê isso soaria, ou o quão estranho isso pareceria para você. Escrever uma carta do futuro requer muito cuidado, qualquer informação demais pode causar uma grande guerra ou finais diferentes, e provavelmente não é isso que você quer.

Sabe, Querida Eu, é tão estranho olhar para você agora e vê quantas coisas mudaram, dessa adolescente insegura para uma mulher determinada, casada e com seus tão sonhados três filhos: Marina, Sophia e João. Você se tornou mais extraordinário do que um dia já sonhou em ser.

O coração partido de vinte e cinco anos atrás hoje pulsa forte em seu peito ao lembrar de tudo o que viveu, escreveu e muitas vezes compartilhou com seu ”eu” interior. Se você soubesse o quão tudo o que você passa te fará bem no futuro, talvez não chore tanto ou se questione com diversos porquês.

Querida Eu, eu poderia te dizer tudo o que aconteceu nesses longos anos, mas assim sua vida não terá graça, você poderá desistir de muitas coisas e não viver outras. Você pode fazer tudo diferente, e sinceramente não quero deixar de existir por isso.

Só quero que saiba, Querida Eu, que apesar de todas as dificuldades, choros, e inúmeras noites sem dormir idealizando um futuro ideal, tudo valerá á pena.

Aprendi nesses meus anos de vida, nesses nossos anos, que as coisas acontecem porque tem de acontecer, mas que no final das contas tudo se encaixa, e o seu feliz para sempre chega, uma hora ou outra.

Dias ruins sempre terão, isso não posso esconder de você. Mas ao final deles, as flores sempre desabrocharão e colorirão seu imenso jardim.

Boa sorte, Querida Eu.

Com todo amor do mundo, Querida Você.

Não me deixa submergir.

Submerso era assim que me sentia.

Pessoas que eu amava me traíram, minha família já não era tão unida assim e muitos que se diziam amigos se afastaram.

A tempestade naquela noite foi forte, meu barco naufragou.

As ondas cobriam-me, meus pulmões clamavam por ar, eu me via submerso. A esperança se ia aos poucos, e entre as lágrimas eu clamava por misericórdia. E, mesmo submerso, com as forças se esgotando, eu pedi mais uma vez por misericórdia.

Foi quando ali, em meio às turvas ondas que senti algo me puxar, me levantar e me fazer descansar sobre o mar já calmo. Repentinamente, o sol surgiu dentre as nuvens escuras e carregadas. Um arco iris se formou, e meu coração que outrora estava tão aflito foi tomado por uma paz inexplicável, completamente, indescritível.

Uma voz soou em meus ouvidos, ela era calma, reconfortante e dizia: Tempestades virão, mas Eu SOU maior que elas, e quando ordeno não há quem não me obedeça. Eu sou contigo, nunca duvides. E quando tu pensar que é teu fim, lembre-se: EU SOU contigo, e ouço o teu clamor. Acalma o teu coração e descansa. 

E disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu uma grande bonança;

E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que Homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?”- Mateus 8:26-27.

As tempestades vêm para todos, mas logo após as grandes chuvas um arco-iris nasce, e ali renovamos mais e mais nossa aliança com Ele. O único que jamais nos deixará, o Único que está acima das ondas e que estende sua mão quando estamos prestes a submergir.

Por mais que muitas vezes não consigamos entender os porquês das lutas, dos choros e da imensa vontade de se entregar às águas, devemos saber que: Nossos dias não serão 100% de apenas alegria e sorrisos, os dias maus vêm também, e muitas vezes são maiores que os de bons, mas hei, tende bom animo pois Ele já venceu as turvas águas por nós, tudo é Dele, tudo vem Dele e tudo é para Ele. Não devemos desistir, também não precisamos questionar Deus com inúmeros porquês, apenas confiar e saber que, por mais que as ondas levantem, elas jamais serão maior do que AQUELE que as fez.

Dentre todos meus porquês com Deus, minha mais frequente resposta é: Todas as coisas cooperam para o bem daquele que o amam.

Música: HillSong United: Oceans.

 

Cultive-se.

A vida é um mar de rosas, mas assim como toda bela flor tem espinhos, eles que nos ferem e nos deixam marcas se não soubermos como cultivar. Vamos aprender a cultivar nossas belas rosas, que, apesar de terem espinhos continuam sendo lindas e exalando seu perfume por onde passam. Não vai ser uma erva daninha que irá estraga-lá.

Cuidados essenciais:

  • Poda: Retire da sua vida tudo aquilo que é desnecessário, corte do seu jardim (no caso mar) pessoas que te fizeram/fazem mal, os sentimentos ruins e tudo aquilo que não te acrescente em nada.
  • Rega: Não use lágrimas para isso, a não ser que elas sejam de felicidade ou provocadas por momentos bons, lágrimas de tristeza nem pensar! A regue com muito amor e todos os sentimentos bons que há dentro de você.
  • Iluminação: Toda flor precisa de luz pra viver e crescer linda, então, não viva na escuridão, saía para fora e use todo seu brilho para seu bem. Todos nós temos nossa própria luz, nosso próprio brilho que, se ”ligados” espalharão luz para todos, e assim, ajudaremos mais algumas rosinhas.
  • Adubação: O excesso de adubo na rosa pode ser prejudicial, então vamos usar tudo na sua devida medida, nem muito, nem pouco, mas o essencial para que possamos crescer mais e mais.

Vamos nos dedicar mais a nossa rosa, ao nosso mar, para quando formos recolhidos deixarmos boas sementes aqui, para que haja mais e mais rosas boas e bonitas.

E sim, haverão dias que os insetos virão tentar nos destruir, que a chuva virá forte e encharcará nossa raiz. Haverão dias, que nossas pétalas cairão, que os espinhos estarão mais visíveis e que até algumas larvas aparecerão, mas é necessário que as suportemos se quisermos conhecer as borboletas.

Vamos ser as rosas que gostaríamos de receber.

Ótimo domingo a todos, beijinhos.

Eu diria.

Se eu tivesse mais uma oportunidade jamais a deixaria escapar, usaria meus vinte segundos de coragem insana e a diria tudo que guardei para mim dentro de todos esses anos.

Diria que, gostava de observar ela e sua incrível risada enquanto a mesma prestava atenção em programas bobos de TV. Não era o som mais agradável do mundo, confesso, mas era algo vindo dela, e eu estava na companhia dela, não havia melhor coisa.

Diria que, ela era a menina mulher mais sensível que eu já tive oportunidade de conhecer, de ter. Lembro das inúmeras vezes que ela chorou em meu ombro por horas após um romance terminado, eu nunca saberei descrever o quão seus olhos brilhavam ao verem finais felizes, ao falar do seu livro favorito (vulgo, O Pequeno Príncipe) ou até mesmo como imaginava seu futuro. Eu poderia ter feito parte dele, ter concretizado todos seus planos para nós dois.

Diria que, adorava os videos clichês do youtube que ela tanto assistia, principalmente os sobre casamento. Adorava ainda mais a vê os vendo.

Diria que, apesar de implicar muito até gostava de sua boyband favorita e às vezes ouço algumas daquelas músicas que ela tanto amava só para lembrar das diversas vezes que dançamos abraçadinhos.

Ela adorava escrever, por isso, a olharia em seus olhos castanhos e diria, que, nunca li textos tão lindos e com tantos sentimentos como aqueles que ela escrevia. Mostraria para ela um que ousei roubar-lhe, o meu favorito, nele ela me descrevia da mais bela forma, nunca pensei que alguém um dia me olharia tão puramente igual ela olhava, e talvez nunca alguém goste tanto de mim como ela gostou, me amou.

Eu poderia passar uma eternidade a descrevendo de todos os jeitos, cores e formas.

Eu nunca me perdoarei por a ter deixado ir, por não ter insistido, não ter agido. Mas, se a vida me der outra chance, não pensarei duas vezes antes de usar meus vinte segundos de coragem insana para apenas dizer que eu a amo e que jamais, em hipótese alguma, faria algo para magoa-lá novamente.

A gente só da valor a quem realmente nos ama, quando trocamos nosso é por era.

Música de inspiração: One- Ed Sheeran.

Texto de minha autoria, por favor se copiar dê os devidos créditos. Obrigada.

Ser confiante.

Provavelmente você deve está achando que esse é mais um textinho clichê sobre auto-aceitação, mas discordo desse seu pensamento.

Queria que o primeiro post fosse especial, e nada mais especial do que eu, você e nossas diversas qualidades que mesmo muitas vezes não notadas estão ali, bem presentes.

Muitas vezes nos pegamos em pensamentos um tanto ruins, questionamentos um tanto desnecessários e até dizemos coisas que nos auto machucam, isso não é legal, não é mesmo?

Por ser adolescente sei de todos os dramas que passam pela cabecinha de vocês e também sei os diversos porquês que lhes sondam.

Por que sou assim?

Por que fulana tem isso e eu não?

Por que não sou bonita?

Por que não sou magra?

Por que sou magra demais?

Por que meu cabelo é assim?

Entre outras diversas e inúmeras dúvidas que nos deixam um pouco, digamos… frustradas.

Eu não sou 100% feliz com meu corpo, confesso, queria ser um pouco diferente, quem sabe mais gordinha e ter um nariz menor. Sou muito diferente das meninas da minha idade, e por muito tempo (até hoje, ás vezes) brigo comigo mesma para me ”aceitar”. Não que eu seja feia, pelo contrário, me considero uma garota bonita e sei reconhecer minhas qualidades, e não, isso não me torna uma adolescente fútil, metida, mimada como muitos pensam. Isso me torna cada vez mais uma pessoa auto confiante, que acredita no seu potencial e no seu verdadeiro eu.

No começo era bem difícil se aceitar em uma sociedade aonde muitas preferiam cabelo liso ao enrolado, corpo cheio de curvas a um mais magro, meninas mais altas a meninas mais baixas, etc… Mas aos poucos fui percebendo que, isso eram coisas que os ”homens” criaram, que a sociedade impôs para nós. Mas quem são os ”homens” para nos ditar alguma coisa? Comecei então a reparar mais em mim, eu era muito mais do que a magrelinha de um metro e cinquenta e cinco e cabelos encaracolados, foi quando ”acordei” e decidir me amar mais, ser mais eu.

Digo, muitas vezes a sociedade vai impôr coisas, mas se dermos ouvidos ao que todos dizem nunca estaremos felizes com nós mesmas. Temos que nos amar acima de tudo, nos aceitar do jeitinho que somos, reconhecer nossas qualidades, nosso potencial e todas as melhores coisas que podemos oferecer a nós mesmas e as outras pessoas. Porque quando conseguimos acreditar em nós mesmas alcançamos coisas surpreendentes e nos tornamos pessoas mais bonitas do que já somos.

Isso não acontece do dia para noite, principalmente quando a pessoa é muito insegura, tímida e tem um enorme complexo com ela mesma. Mas aos poucos vamos mudando, mudando pra melhor.

Ao me tornar mais confiante percebi que as pessoas começaram a me achar mais bonita, a me elogiarem mais, a reconhecerem também minhas qualidades que escondia e isso é tão gratificante. Vocês podem reparar, uma pessoa confiante consigo mesma sempre vai se sobressair.

Eu sei que às vezes é difícil lidar com certas coisas, com criticas, com xingamentos, com mal dizeres ao nosso respeito, que às vezes a gente tem vontade de sumir, mudar, pular uns vinte anos para o futuro aonde em nossa imaginação estaremos lindas, ricas e maravilhosas. Mas para fazer esse futuro realmente existir temos que construir nosso presente, e fazer ele valer a pena com todas nossas forças.

Então por que não começar agora?

Toda vez que aquelas perguntinhas e dúvidas invadirem seu ser, dê as seguintes respostas:

Eu sou bonita porque sou única.

Eu sou especial porque Deus sonhou comigo.

Entre outras mil respostas super, hiper, mega confiantes que você pode dar a si mesma porque você é muito mais do que pensa.

E quando as pessoas ousarem dizer que você não é, que você não pode, que você nunca vai conseguir. Quando as pessoas em geral te criticarem, diga a elas, a si mesma:

Eu sou.

Eu posso.

Eu já consegui.

E sempre lembre-se: Há um Deus que te ama do jeitinho que você é, que sonhou com você te fez com tanto amor e carinho.

Algumas músicas que ouço para elevar minha auto-estima.

Just The Way You Are- Bruno Mars: https://www.youtube.com/watch?v=LjhCEhWiKXk

Little Things- One direction: https://www.youtube.com/watch?v=xGPeNN9S0Fg

Me ama- Livres Para Adorar: https://www.youtube.com/watch?v=xVSJjLKuMgc

Raridade- Anderson Freire: https://www.youtube.com/watch?v=DDy-8k9enIM

Beijinhos.

Apresentação.

Primeiramente, meu nome não é por causa dos Jovens Titãs. Tenho 16 anos, moro no litoral de SP e tenho sonhos indescritivelmente indescritíveis.

Não sou boa com descrições, confesso, mas um esforcinho não faz mal. Estava procurando um post bem especial para ser o primeiro, mas seria uma falta de educação da minha parte não se apresentar para meus futuros leitores, tenho fé que daqui a algum tempo terei muitos e muitos leitores que se identificarão comigo e se tornarão meus melhores amigos da história dos melhores amigos de todos os tempos.

  • Sou cristã protestante desde sempre, e vocês não fazem ideia do tanto que amo meu Deus. Procuro ser a melhor pessoa que consigo, não só para mim, mas para todos ao meu redor, quero que as pessoas me tratem do jeitinho que as trato, então nada mais óbvio e coerente do que as tratar com o meu melhor.
  •  Meu livro favorito de todos os tempos para todo sempre é, O Pequeno Príncipe, inclusive minha frase favorita de todos os tempos para todo sempre também é dele, ”Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Pretendo ser muitoooooo responsável por vocês.
  • Sou super apaixonada por uma boyband, vulgo, One Direction, e graças a Deus realizei um dos meus sonhos adolescentes de ir no show deles, que foi incrível. Aliás, graças a 1D conheci pessoas maravilhosas e dei um grande passo para seguir meus outros milhões de sonhos, inclusive abrir a boca e me expressar na internet, o que não foi nada fácil na época, porque digamos… não sabia lidar direito com as criticas negativas. Tudo começou em um grupo mega especial do facebook, vulgo, Directioners- Brasil aonde fazia alguns  videos dizendo o que achava sobre tal assunto relacionados aos meninos da 1D, era muito divertido.
  • Amo escrever e demonstrar tudo o que sinto através de textinhos melancólicos e dramáticos. Lembro que a primeira vez que escrevi independentemente foi um textinho na primeira série, que dizia que quem ama não ”bebe” ou ”fuma”. Já escrevi alguns fanfics, dezenas de crônicas e textinhos românticos, quem sabe um dia eu os publique pra vocês. Minha paixão por ”humanas” foi o que mais me motivou a criar o Floresceer.
  • Minha auto estima é super elevada, claro tem dias que ela caí em nível extremo, mas nada que um bolo de chocolate com muita cobertura de brigadeiro não resolva. Me amo do jeitinho que sou, apesar de as vezes ser um pouco contraditória com meu próprio eu, mas ai lembro que meu Deus me fez perfeita e por mais que eu não enxergue muitas vezes minhas qualidades, eu sei que elas existem em algum lugar.

Esses são alguns dos meus muitos pontos, espero que sejamos mais que amigos, que possamos um dia nos tornar uma família.

Lembrem-se: Estou aqui por vocês.